Quem somos

A comunicação pública é instrumento de transformação e desenvolvimento social ao estabelecer o cidadão como objetivo central de suas ações.

São elementos essenciais nas práticas de comunicação com os cidadãos: prestação de contas, transparência, amplo direito de acesso à informação e existência de canais efetivos de informação e diálogo que permitam a participação de cidadãos nas decisões.

MISSÃO

Desenvolver, apoiar e fomentar padrões de excelência para a atuação dos comunicadores públicos no Brasil no Executivo, Judiciário e Legislativo, e no terceiro setor.

VISÃO

Ser a instituição de referência na disseminação de boas práticas na comunicação pública, nos três poderes, em todos os níveis do governo, e no terceiro setor, agregando comunicadores que atuam nesses segmentos em todo o país.

VALORES

Informação como direito, verdade como pressuposto. Diálogo, acesso, diversidade, democracia, profissionalização, ética, justiça social, qualidade, participação, transparência, cidadania, pluralismo e efetividade.

 

OBJETIVOS

  • Promover a difusão das premissas, conceitos, instrumentos e práticas de comunicação pública;
  • Fomentar o aprimoramento profissional dos que atuam nas diversas áreas de comunicação dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, nos três níveis da Federação, bem como dos comunicadores que exerçam atividades em associações, instituições de ensino e organizações sociais;
  • Facilitar intercâmbio de conhecimentos gerados nos centros acadêmicos, de pesquisa e de ensino, para permitir melhor enfrentamento dos desafios técnicos pelos profissionais de comunicação;
  • Elaborar e/ou difundir conhecimentos advindos de estudos e pesquisas, ou outros conhecimentos que contribuam para o fortalecimento do elo entre os direitos do cidadão e o papel do comunicador nas ações, iniciativas e decisões dos poderes constituídos;
  • Incentivar a relação entre os profissionais da área de comunicação e a comunidade em geral;
  • Enfatizar e promover o estudo da relação entre cidadania, gestão pública e comunicação;
  • Apoiar as iniciativas de defesa da comunicação pública e de seus profissionais, sobretudo visando à constituição de carreiras de gestores públicos de comunicação nos diversos âmbitos da administração pública;
  • Fortalecer e apoiar iniciativas que possam instituir disciplinas de comunicação pública, teóricas e instrumentais, nos conteúdos acadêmicos dos centros de pesquisa, formação e ensino;
  • Propiciar, de forma direta ou por meio de parcerias, a contínua capacitação dos comunicadores que atuam nas diversas instâncias dos órgãos ou entidades integrantes da administração pública;
  • Orientar e capacitar os gestores públicos nos desafios de prestação de contas para a sociedade em respeito ao direito dos cidadãos à informação;
  • Valorizar a importância estratégica e a função social dos comunicadores públicos junto à sociedade;
  • Atuar na defesa dos princípios reguladores da administração pública e manifestar oposição a eventuais desrespeitos que ofendam o exercício regular das atividades de comunicação pública.

Com  foco  no fortalecimento da comunicação pública sob a ótica do direito do cidadão à informação e do dever do Estado de prestar contas de suas ações, foi criada a Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPÚBLICA).