• Associação Brasileira de Comunicação Pública

Transparência é obrigação dos governantes

Em nota, ABCPública defende a transparência dos dados sobre a pandemia

A transparência é obrigação dos governantes. A informação clara, objetiva e exata é indispensável para as políticas públicas, pois permite avaliar esforços e aperfeiçoar instrumentos para gestão pública de qualidade.

A Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPública) lamenta as alterações em curso no âmbito da política de divulgação dos números da Covid-19. Trata-se de um ato que desrespeita, inclusive, milhares de famílias enlutadas.

A intervenção reitera o método antirrepublicano de ingerência nos órgãos de controle e outros órgãos do Estado do atual governo. Recente matéria na imprensa* aponta, inclusive, a ocorrência de 167 casos de “assédio institucional” somente em 2020.

A qualidade da administração pública é inseparável da comunicação que informa, orienta e esclarece de forma transparente. A gestão pública está sendo contaminada por valores que não dizem respeito à comunicação pública, quais sejam, prestação de contas, transparência e respeito ao direito à informação de cidadãos e cidadãs, base de toda ação legítima do Estado.

As interferências indevidas foram constatadas em diversos esferas da administração pública, como EBC (Empresa Brasil de Comunicação), ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), FUNAI (Fundação Nacional do Índio), Comissão de Ética Pública da Presidência da República, IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). A lista é inconclusa, visto que há relatos de violação de princípios republicanos em outros órgãos e empresas públicas.

A ABCPública reitera a defesa da gestão pública transparente e dentro do pressuposto de fortalecer o acesso e a participação da sociedade nos assuntos públicos.  

Brasília (DF) 9 de junho de 2020.

Diretoria ABCPública

* “Órgãos de controle sofrem assédio e caça às bruxas como método de governo” –  Coluna Rubens Valente, UOL,  31/05/2020

Associados ABCPública têm desconto em curso sobre comunicação para a sustentabilidade

Curso on-line terá quatro módulos e é oferecido pela Aberje.

A Escola Aberje de Comunicação dá início ao primeiro módulo do Programa Avançado em Comunicação para a Sustentabilidade. Em formato online de longa duração (64 horas), o curso é dividido em quatro módulos e é destinado a profissionais que trabalham com sustentabilidade e sua comunicação. 

Os associados da ABCPública têm desconto de 10% no programa para pagamento parcelado e 15% de desconto para pagamento à vista.

Veja mais informações:
http://www.aberje.com.br/programa-avancado-em-comunicacao-para-a-sustentabilidade-comeca-amanha-dia-4/

Jorge Duarte participa de live sobre comunicação em tempos de crise

Evento virtual é promovido nesta quarta (22) pelo Fórum Nacional de Gestão, ligado ao Conselho Nacional do Ministério Público .

Em momentos de crise, como o que vivemos atualmente, a comunicação com a sociedade é ainda mais relevante. Mas qual deve ser exatamente o papel das unidades de comunicação das instituições públicas? Esse é o tema da live que acontece hoje (22), às 15h, com o jornalista Jorge Duarte, diretor da ABCPública. Clique aqui: https://bit.ly/2yuT0pP

O evento virtual é promovido pelo Fórum Nacional de Gestão, ligado ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A mediação será das jornalistas Giselle Borges (MP Minas Gerais) e Cristina Oliveira (MP Rio Grande do Sul).

Partidarismo político e religioso não fazem parte da comunicação pública republicana

A Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPública) repudia qualquer ato que venha a ferir a democracia e o pluralismo, especialmente quando são utilizados espaços públicos. No último domingo (12/04), a TV Brasil (emissora pública) transmitiu evento do presidente da república, Jair Bolsonaro, com a participação de representantes de igreja que apoiam o Governo Federal.

Os diálogos travados entre os participantes distorcem os objetivos da comunicação pública, afastam-se do fundamento constitucional do Estado laico e reforçam o papel da emissora como órgão de propaganda do governo.

A TV Brasil nasceu para promover a educação, informação, cidadania e cultura garantindo a pluralidade de vozes e visões da sociedade.

A ABCPública reitera seu compromisso de lutar para que a comunicação pública seja regida pelo interesse exclusivo dos cidadãos, movida pela participação social, pela transparência e pluralismo. Somente assim, vamos fortalecer a democracia brasileira.

Brasília 15 de abril de 2020

Com foco no direito do cidadão à informação, à participação e no dever do Estado de prestar contas de suas ações, foi criada a Associação Brasileira de Comunicação Pública - ABCPública.