• Associação Brasileira de Comunicação Pública

Heloiza Helena Matos e Nobre é a nova sócia-honorária da ABCPública

Doutora em Ciências da Comunicação e pesquisadora, Heloiza passa a integrar a Associação Brasileira de Comunicação Pública

A Heloiza Helena Matos e Nobre é a mais nova convidada a integrar a ABCPública como sócia-honorária. Mestre e Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), ela realizou estágio pós-doutoral junto ao GRESEC (Groupe de Recherche sur les Enjeux de la Communication), Université Stendhal, Grenoble III, em 1995 e 2007.

Em 1995, sua pesquisa abordou temas relacionados ao processo eleitoral na França. Em 2007, desenvolveu pesquisa sobre Capital Social, Comunicação e Tecnologia, que deu origem ao livro “Capital Social e Comunicação: interfaces e articulações”.

Até 2002 foi docente e pesquisadora na ECA-USP atuando nas áreas de Comunicação Política e Opinião Pública, e até junho de 2010 foi docente do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação da Faculdade Cásper Líbero, na linha de pesquisa Processos Midiáticos, Tecnologia e Mercado. Nesta mesma instituição liderou o grupo de pesquisa do CNPq, Capital Social, Tecnologia e Processos Políticos.

A partir de 2010 retorna à ECA-USP, onde integra o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM-USP) como docente permanente e pesquisadora sênior. Coordena o grupo de pesquisa Comunicação Pública e Comunicação Política vinculado à Comissão de Pesquisa e sediado no Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP).

Maria José da Costa Oliveira é a nova sócia-honorária da ABCPública

Autora de diversos livros, ela é uma das pioneiras na literatura sobre Comunicação Pública

A ABCPública recebe a pós-doutora em Comunicação pela Universidade de São Paulo Maria José da Costa Oliveira como sócia-honorária, se juntando a outros nomes: Alberto Dines (in memoriam), Antonio Barros, Bob Vieira da Costa, Eduardo Ribeiro e Maria Helena Weber.

Maria José da Costa Oliveira deu continuidade à saga de outros pioneiros da comunicação pública quando, em 2004, lançou o livro Comunicação Pública. O foco, nesta obra clássica, foi refletir sobre o papel da Comunicação no espaço público democratizado, com uma abordagem aberta para envolver todos os setores da sociedade – e não só as instâncias estatais – em torno do interesse público.

Currículo
Com mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade São Paulo (1994) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2001), Maria José é Pós-Doutora pelo CRP/ECA/USP.

Foi professora titular, em tempo integral na DeVry/Metrocamp/IBTA e coordenadora dos cursos de Comunicação Social (Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Produção Audiovisual e Design Gráfico), contando com 15 anos na instituição. Tem experiência profissional-acadêmica em comunicação pública, relações públicas, cidadania, comunicação e meio ambiente.

Atua como docente no Ensino Superior desde 1985. Organizou o livro “Comunicação Pública”, pela Editora Alínea, em 2004. Publicou em 2015 o livro “Novas Relações Públicas: Comunicação entre o setor privado e público”, pela Editora GlobalSouth Press, que também conta com a versão em inglês e e-book. Co-autora do livro “Vida Sustentável e Comunicação, o diálogo necessário entre Estado, mercado e sociedade”, pela editora Appris, em 2018. Participa do COMPOL – Grupo de Pesquisa em Comunicação Pública e Política – ECA/USP, sob coordenação da profa. Dra. Heloiza Matos. Foi presidente da ABRAPCORP (Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação Organizacional e Relações Públicas) entre 2016 a 2018.

Comunicadores debatem implantação da regional em MG

Representantes de seis órgãos públicos na primeira reunião da ABCPública em Minas Gerais

O primeiro encontro de comunicadores realizado pela ABCPública, realizado na sede do Ministério Público do Trabalho, em Belo Horizonte, reuniu representantes de instituições dos três poderes. Na pauta, a implantação da regional da Associação Brasileira de Comunicação Pública em Minas Gerais.

À mesa, representantes as assessorias, coordenadorias e núcleos de comunicação de entidades públicas ligadas ao Executivo, Legislativo e Judiciário: Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Ministério Público do Trabalho, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Fundação Ezequiel Dias (Funed).

O encontro, realizado no dia 22 de julho, entre 16 e 18 horas, buscou apresentar aos presentes a ABCPública, suas diretrizes, princípios e campos de atuação. Os participantes se apresentaram e expuseram suas expectativas em relação à regional, às possibilidades de atuações conjuntas e também um conjunto de dúvidas e indagações.

Entre as questões pontuadas, destacou-se a necessidade de estabelecer diálogo entre os participantes do grupo para a construção de consenso em torno do conceito de comunicação pública, tendo como norte as perspectivas política e instrumental que o conceito abarca. Outra perspectiva abordada foi a possibilidade de ampliar nas instituições o conhecimento sobre o conceito de comunicação pública, possibilidades de
aplicação prática e a importância de seu funcionamento nos diversos níveis hierárquicos de cada órgão.

Os participantes fizeram relatos de práticas, expuseram preocupações em relação à prática da comunicação em um cenário de restrição de recursos nas entidades públicas e destacaram dificuldades para a prática da comunicação pública, entre elas a manutenção de projetos e ações em instituições que frequentemente mudam a gestão. Para os presentes, como dar perenidade para a prática da comunicação a partir de premissas sólidas em um cenário de intensas mudanças.

Frentes de trabalho –  O grupo apontou algumas frentes de trabalho que devem e podem ser realizadas de forma cooperativa, principalmente a partir da troca de experiências.

Uma das questões é em relação às Políticas de Comunicação. É consenso entre os integrantes que as ações de comunicação não podem ser pontuais, ou seja, há a necessidade de uma ordenação para a prática das coordenadorias, assessorias e núcleos de comunicação. Mas questionou-se a pertinência de investimentos, que têm sido expressivos, na contratação de consultores externos para a elaboração de documentos que acabam em repouso em gavetas e armários.

Outra frente de atuação será a busca de aprofundamento no campo teórico, tanto por meio de mapeamento de trabalhos acadêmicos sobre o tema Comunicação Pública, como da aproximação com profissionais pesquisadores, por meio de palestras e debates.

Também esteve em debate a necessidade da discussão em torno de conceitos para branding, reputação, imagem e suas aplicações práticas; pensar formas de ampliar a escuta sobre o que os diversos interlocutores esperam da comunicação profissional dentro dos órgãos públicos; promoção e ampliação das noções sobre o conceito de comunicação inclusiva e conhecimento de ações possíveis, como audiodescrição e audionarração.

Ainda foi debatida a importância de a comunicação pública pensar ações que possam contribuir para o delineamento ou dar mais visibilidade ao rol de informações públicas sob a guarda dos respectivos órgãos. Passando por definição de pautas com foco no interesse público e tentando estabelecer uma via de mão dupla na escolha das pautas e na construção textual: interesse público x visibilidade do órgão.

Participaram deste primeiro encontro: Alexandre Vilaça e Luana de Oliveira Assis, da ALMG; Fernanda Magalhães, Márcia Cristina Salazar e Tércia Ornelas, do Ministério Público do Estado de MG; Lilia Gomes Ferreira, do Ministério Público do Trabalho; Marcílio Lana (Centro de Comunicação) e Marcos Vinícius dos Santos (ICB), da UFMG; Rogério Tavares, Renata Raphaele e Priscila Ladeira Robini, do TRE; e Priscila
Fujiwara, da Funed.

Últimos dias de inscrição para curso sobre Comunicação Pública

O curso é composto de 10 módulos mensais; o primeiro será dia 03 de agosto, em São Paulo

Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) e ABCPública (Associação Brasileira de Comunicação Pública) estão atuando juntas no objetivo de valorizar e construir práticas de comunicação que atendam as necessidades de informação e interação da sociedade com o Estado e do Estado com a sociedade. Um dos primeiros resultados da parceria é este programa de longa duração (80 horas) com 10 aulas sobre comunicação na área pública, voltado para profissionais da área.

Para isso, Aberje e ABCPública reuniram uma equipe de pesquisadores e de profissionais com diferentes trajetórias e formações, com larga experiência na interação entre Estado, mercado e sociedade. Eles vão discutir casos e apresentar visões e práticas a partir do novo ecossistema informativo em busca de uma comunicação estratégica, protagonista, atualizada e eficiente, voltada para um cidadão cada vez mais ativo e exigente.

O curso terá aulas, seminários, debates e produção de conteúdo para acesso público sobre experiências e conhecimento de professores e alunos e será realizado na sede da Aberje, em São Paulo.

Programação 2019:

  1. Comunicação Pública: novos olhares, novas práticas – 3 de agosto de 2019 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  2. Estratégia e Planejamento em Comunicação Pública – 21 de setembro de 2019 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  3. Comunicação Pública e relações com as mídias: muito além de assessoria de imprensa – 05 de outubro de 2019 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  4. Gestão de riscos e crises em comunicação: uma agenda permanente – 09 de novembro de 2019 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  5. Comunicação Pública Digital: gestão, estratégias e operacionalização – 7 de dezembro de 2019 (sábado), das 9h às 18h
  6. Mensuração da Comunicação na área pública – 18 de janeiro de 2020 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  7. Gestão da Comunicação Interna: informação e diálogo com empregados da área pública – 08 de fevereiro de 2020 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  8. Gestão de equipes, estruturas e processos de comunicação pública – 21 de março de 2020 (sábado), das 9h às 18h
  9. Gestão de publicidade, marketing e patrocínio – 18 de abril de 2020 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)
  10. Seminários de Comunicação Pública – 16 de maio de 2020 (sábado), das 9h às 18h (8 horas)

Instrutores

Jorge Duarte (curador do programa)
Jornalista, relações-públicas, mestre e doutor em Comunicação. Atua na Embrapa desde 1990, onde é Gerente de Comunicação Estratégica na Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas. Escolhido por profissionais de comunicação organizacional e jornalistas em 2015, 2016 e 2017, um dos cinco Executivos de Comunicação Corporativa do Centro-Oeste. Atuou em jornais e rádios e foi proprietário de agência de comunicação. Durante oito anos (2004-2012) atuou na Secom da Presidência da República, onde foi assessor especial e Diretor do Núcleo de Comunicação Pública. É autor/organizador dos livros “Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia” e “Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação”, “Ciência para comunicação, comunicação para ciência”, “No Palácio, com a Imprensa” e “Comunicação Pública: Estado, mercado, sociedade interesse público”. É diretor da Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPública).

Emiliana Pomarico (curadora do programa)
Relações-públicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e tecnóloga em Produção Audiovisual pela Universidade Paulista. É doutora e mestre pelo Programa de Pós-Graduação da ECA-USP (PPGCOM) em Ciências da Comunicação. Trabalha como Gerente Executiva da Escola Aberje de Comunicação na Associação Brasileira de Comunicação Empresarial.

Paulo Nassar (coordenador do programa)
Diretor-Presidente da Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial. Professor titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e pós-doutor pela Libera Università di Lingue e Comunicazione, Milão, Itália. Integra o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (PPGCOM-ECA/USP). É Coordenador do Grupo de Estudos de Novas Narrativas (GENN ECA-USP). Autor de inúmeras obras no campo da Comunicação.

Hamilton dos Santos (coordenador do programa)
Diretor-geral da Aberje. Jornalista, graduado e pós-graduado em Filosofia pela USP, com atualização em Gestão de Negócios pela Stanford Global Business School. Atuou nas redações dos principais veículos do país antes de migrar para a área de RH da Editora Abril, onde trabalhou por 20 anos. Atualmente, é diretor geral da Aberje, membro do Conselho de Administração da Poiésis e um dos líderes do Tem Mais Gente Lendo, projeto que incentiva e estimula a leitura em espaços públicos. É também consultor editorial, autor de Lucio Cardoso – Nem Leviano Nem Grave (Editora Brasiliense), O Perigo da Hora (organizador e tradutor- Editora Scritta) e Enfim, Grávidos (Editora Best Seller).

Fábio Souza dos Santos
Secretário Especial de Comunicação do Governo Municipal de São Paulo

Andrew Greenlees
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Tem larga experiência em Comunicação Corporativa e Public Affairs, tendo atuado na Câmara dos Deputados e na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de S. Paulo. Foi editor de Política e correspondente da Folha de S. Paulo em Washington (EUA), além de vice-presidente da CDN Comunicação, onde coordenou planos de Relações Públicas para diversos clientes nacionais e internacionais. Foi membro do Conselho da Associação Brasileira de Agências de Comunicação. Foi duas vezes jurado na categoria Relações Públicas do Festival de Cannes. É sócio-fundador da FLAG Public Affairs.

Renato Janine Ribeiro
Ex-ministro da Educação e Professor Titular de Ética e Filosofia Política da Universidade de São Paulo e Professor Visitante da Universidade Federal de São Paulo.

Cláudia Lemos
Atua em comunicação nas organizações desde 1991. Coordenou equipes de portes variados em empresas, instituições públicas e no terceiro setor. Na Procuradoria-Geral da República foi assessora-chefe (2003-2005) e secretária de Comunicação (2013-2014); no Conselho Nacional do Ministério Público foi assessora-chefe de Comunicação (2010-2013); no Supremo Tribunal Federal, gerenciou o projeto de implantação da TV Justiça (2001-2003); na Secretaria de Comunicação da Presidência da República, foi assessora especial (2003), entre outros trabalhos. É funcionária da Câmara dos Deputados, onde atua na TV Câmara, como editora, e no Centro de Formação (Cefor), como professora e pesquisadora. Jornalista (1990), mestre (1997) e doutora (2001) em Estudos Literários pela UFMG, foi pesquisadora visitante na Northwestern University, nos Estados Unidos, como bolsista Fulbright (2004). É autora de capítulos de livros técnicos e de artigos publicados em periódicos especializados. Sócia fundadora do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça e da Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPública)

Bob Vieira da Costa
Formado em Administração Pública pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, foi ministro da Secretaria de Comunicação Social no governo Fernando Henrique Cardoso, é sócio-fundador e presidente da Agência nova/sb, pioneira na área de Comunicação de Interesse Público, sua especialidade.

Suzel Figueiredo
Mestre em Ciências da Comunicação, pela ECA-USP e especialista em Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia, pela ESPM. Professora convidada no GESTCORP, da ECA-USP, no Programa de Comunicação Estratégica e Gestão de Marcas da FACOM/UFBA, e no MBA da ABERJE – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial. É conselheira na ABEP – Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa e sócia fundadora da Ideafix Pesquisas Corporativas, empresa que desenvolve pesquisas aplicadas no campo na mensuração de resultados em Comunicação, Marketing, Recursos Humanos e Sustentabilidade.

Vivian Rio Stella
Sócia-fundadora e principal consultora da VRS Cursos, Palestras e Coaching (www.vrscursos.com.br). Professora de cursos de extensão da Unicamp e de disciplinas de graduação na Uniancheta. Ministra cursos, workshops e disciplinas de MBA na Aberje, na Atingire e na Integração Escola de Negócios. Graduada e doutora em Linguística pela Unicamp. Pós-doutora pelo LAEL/PUC-SP e membro do Grupo de Estudos Linguagem, Enunciação e Trabalho. Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching e habilitada a aplicar a ferramenta Big Five.

Paulo Henrique Soares
Graduado em Comunicação Social / Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC – Minas (1995); Especialização em Comunicação Organizacional pela Universidade Federal do Maranhão (2001); Especialização em Comunicação Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2005). Mestre em Comunicação na PUC Minas (2014). Profissional com ampla experiência na área de Comunicação Empresarial já tendo atuado em todas as atividades da área: comunicação interna, externa, assessoria de imprensa, relações institucionais, eventos e relacionamento com clientes. Trabalhou durante 21 anos na área de Comunicação da Vale onde ocupou a posição de Diretor de Comunicação e Relações Externas entre março de 2014 e novembro de 2016. Membro do LiderCom da ABERJE (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) e foi diretor do Capítulo Regional Rio de Janeiro da associação. Membro do IABC (Associação Internacional de Comunicadores Empresariais). Membro do Instituto de Reputação Brasil. Possui o título de ABC (Accredited in Business Communication) conferido pelo IABC. Foi eleito profissional do ano pela Aberje em 2013 e 2015. Está na lista do “100 Comunicadores Mais Influentes do Mundo” segundo o The Holmes Report nos anos de 2015 e 2016. Em novembro de 2016 assumiu a Diretoria de Comunicação do IBRAM – Instituto Brasileiro de Mineração com o desafio de trabalhar a reputação do setor. É professor de Comunicação, palestrante e já escreveu vários artigos sobre a área.

Érica dos Santos Abe
Jornalista formada há 15 anos, com mestrado em Comunicação pela Universidade de Brasília (2018), onde também se tornou especialista em Desenvolvimento Sustentável (2008). Com ampla experiência em ambientes digitais, trabalhou com cobertura em tempo real pelo Correio Braziliense e pelo G1.com.br. Atuou na formulação e reformulação de sites institucionais na Associação Nacional de Procuradores da República e na Confederação Nacional dos Transportes, onde também coordenou equipes multimídia de produção de conteúdo para sites e redes sociais. Na FSB desde 2014, tem ampla experiência na área pública, coordenando equipe de redes sociais da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República e do Ministério dos Transportes, com resultados expressivos de ampliação de presença digital, incluindo a coordenação de produção de hotsites. Atualmente, é diretora de Estratégia Digital da Vertical Pública da FSB Comunicação em Brasília (DF) e professora de Monitoramento, Métricas e Avaliação na Especialização em Jornalismo Digital do Centro Universitário Iesb.

Armando Medeiros de Faria
Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Especialista em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-graduação em Comunicação Empresarial e Governamental (Fafi-BH). Foi diretor de comunicação e marketing do Banco do Brasil, dirigente do Núcleo de Comunicação Pública da Secretaria de Comunicação da Presidência da República e coordenador de comunicação da Autoridade Pública Olímpica (APO). Lecionou na PUC-MG, Universidade de Brasília (UnB), Universidade Católica de Brasília, Iesb e Uniceb. Autor de diversos textos acadêmicos. É consultor e coordenador de projetos especiais da LS Comunicação, em São Paulo.

Inscrições: http://www.aberje.com.br/compublica/

Investimentos
Valores para o programa completo:
Associados da ABCPública ou Aberje: R$ 6.000,00 (associados Aberje e ABCPública)
Não associados: R$ 8.500,00

Também há opção de adquirir módulos:
Associados da ABCPública ou Aberje: R$ 880,00
Não associados: R$ 1.320,00

Com foco no direito do cidadão à informação, à participação e no dever do Estado de prestar contas de suas ações, foi criada a Associação Brasileira de Comunicação Pública - ABCPública.