• Associação Brasileira de Comunicação Pública

Presidente da ABCPública fala sobre convergência de mídias para comunicadores dos TCEs

Evento foi transmitido ao vivo para Tribunais de Contas de todo país

Integrantes das equipes de comunicação dos Tribunais de Contas do país participaram nesta segunda-feira (11/02) de um seminário totalmente transmitido ao vivo pela internet para tratar dos desafios da comunicação no setor de contas públicas.

O presidente da Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPública), Lincoln Macário, falou sobre convergência de mídias. Macário destacou três aspectos da convergência: a convivência entre várias mídias, a influências das linguagens entre as mídias e o consumo simultâneo de mídias. “Estes três aspectos têm exigido dos produtores de conteúdo um foco especial no público para o qual aquele conteúdo está direcionado, o que é muito desafiador e torna ainda mais importante as trocas de experiências intergeracionais, interinstitucionais e entre as diversas regiões”, afirmou.

O desenvolvimento de conteúdos embasados tecnicamente, com linguagem acessível e por meio de recursos interativos e dinâmicos tornou-se essencial para a aproximação com o cidadão. Com base nisso, temas como jornalismo digital no poder público e inovação nos processos de comunicação foram abordados pelos profissionais com atuação na Agência Senado e Câmara dos Deputados, Flávio Faria e Carol Nogueira.

O seminário, que foi mediado pelo editor do portal Pro Legislativo, também contou com palestras do ministro substituto do TCU, Marcos Bemquerer, do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), conselheiro Raimundo Carreiro, da conselheira substituta de Goiás, Heloísa Helena Godinho, e do consultor da Transparência Internacional, Fabiano Angélico.

Fonte: Com informações do site do TCE/MS

Agências e comunicadores: uma parceria pelo aprimoramento da comunicação pública

Tema foi abordado na palestra do diretor da ABCPública Jorge Duarte em evento da Abracom

Na palestra realizada na última terça-feira, 05, em São Paulo, em seminário organizado pela Abracom para agências de comunicação corporativa, Jorge Duarte apresentou a ABCPública para as agências e as convidou para juntarem forças na qualificação da comunicação pública feita no Brasil em benefício do cidadão.

Ele falou sobre os desafios e os pontos de convergência e destacou a necessidade de parceria entre prestadores de serviços de comunicação e profissionais da área pública para para qualificar a comunicação do Estado com a sociedade. Para Duarte, é fundamental uma comunicação integrada, de qualidade e voltada para o cidadão, evitando o personalismo, o desperdício, a promoção institucional, o que pode ser buscado com estratégias adequadas, planejamento e foco, questões em que as agências têm enorme contribuição para dar.

Jorge, que integra a diretoria da ABCPública, ressaltou a necessidade de valorizar o trabalho feito pela equipe de comunicadores públicos, de modo que as agências de comunicação trabalhem de forma integrada e complementar, contribuindo para a eficiência da comunicação do setor público com o cidadão. Em sua experiência, o padrão dos comunicadores públicos no Brasil é muito alto, mas muitos sofrem com falta de recursos, de equipes e, muitas vezes, de compreensão do papel e capacidade da comunicação contribuir para a elaboração e execução das políticas públicas. “Muitas vezes os comunicadores são vistos como simples divulgadores. A capacidade das agências de comunicação em dar suporte à gestão da comunicação é muito alta, mas elas precisam ajudar na área de inteligência de comunicação e não apenas na entrega de produtos e serviços”.

Para o diretor da ABCPública, “é fundamental a noção de que a agência que trabalha para um órgão público essencialmente também está ajudando a prestar um serviço público, ou seja, trabalha para o cidadão.” O diretor da ABCPública também chamou a atenção para o fato de que, “em um período de grande circulação de informações distorcidas ou mesmo falsas, o setor público tem que ser absolutamente rigoroso com a transparência e a prestação de informação verdadeira, útil e nas condições do cidadão. Ele deve ser um porto seguro na orientação do cidadão”.

O painel sobre Ética e Compliance foi foi compartilhado com o professor e articulista Eugênio Bucci, que falou sobre as premissas fundamentais do desempenho da atividade dos comunicadores: verdade, ética e integridade.

Mais informações e inscrições aqui.

Fotos: Abracom


Diretor da ABCPública fala sobre ética e compliance em evento da Abracom

Jorge Duarte, diretor de Relações Acadêmicas, fará palestra sobre
ética, riscos e compliance para agências de comunicação corporativa

A Abracom promove, em fevereiro, o Seminário Agências de Comunicação e o Compliance – Riscos e Propostas. O objetivo é sensibilizar as associadas para a necessidade mercadológica e ética das ações de compliance internas e indicar como construir seus próprios códigos de conduta.

O evento será realizado em São Paulo, com a possibilidade de participação presencial ou acompanhamento por transmissão simultânea.

Serão três aulas, em três manhãs em semanas consecutivas:

05/02
Ética, riscos e compliance para agencias de comunicação corporativa
Eugênio Bucci – professor da USP e jornalista
Jorge Duarte – da ABCPública

12/02
O Código de Ética na visão dos clientes
Quanto a iniciativa privada, órgãos de governo e empresas públicas têm exigido que seus prestadores de serviço tenham seus códigos próprios? Como as agencias devem se relacionar com fornecedores e prestadores de serviço?
Renato Cirne – Compliance Officer da FSB
Sandy Soares – consultor independente de sourcing

19/02
Como elaborar um Código de Conduta
Alessandra Gonsales – Sócia-fundadora da LEC e sócia de Compliance do W. Faria Advogados
Mario Ernest Humberg – consultor de gestão e ética

Mais informações sobre o evento e inscrições: https://abcpublica.org.br/diretor-da-abcpublica-participa-de-evento-da-abracom/

Fonte: Site Abracom

Em reestruturação, 45 são demitidos da EBC

EBC erá unificada à TV Nacional do Brasil (NBR)

Quatro dias depois de uma “inspeção surpresa” feita pelo ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, na sede da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), no Rio de Janeiro, a direção da empresa anunciou nesta segunda-feira, 28, reestruturação dos quadros e redução de 45 cargos em comissão.

As demissões atingem funcionários do Rio, Brasília, São Paulo e Maranhão. Nem todos deixarão a empresa por serem servidores de carreira, mas vão perder os cargos comissionados. “Vamos enxugar o quadro, deixá-lo mais eficiente, com menos custo, mas cabe ao presidente da EBC executar isso. Ele é quem vai definir quem e quando será cortado. A forma de executar cabe ao presidente da EBC”, disse Santos Cruz.

A nota da EBC comunicando os afastamentos informa ainda que a partir desta segunda, o Repórter Brasil Maranhão, programa jornalístico local da TV Brasil no Estado, deixará de ser exibido. A ideia é reduzir o quadro em 30%.

Inicialmente, o presidente Jair Bolsonaro havia anunciado que extinguiria a EBC. Agora, a intenção é juntar os quadros da TV Brasil, criada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a NBR, TV que faz as transmissões oficiais do governo em um só núcleo. Além disso, o governo quer limitar os cargos em comissão ao mínimo possível e colocar funcionários de carreira nos postos.

Na “visita surpresa” à EBC-Rio, na semana passada, o ministro encomendou, no departamento de Recursos Humanos, um relatório sobre quantas pessoas e cargos tem cada setor, a folha de ponto e a informação sobre quem é funcionário de carreira e quem é comissionado.

Em nota, a direção da EBC comunicou a reestruturação da empresa e informou que “o objetivo das mudanças é adequar a empresa à meta de otimizar despesas, com vistas à sustentabilidade até 2022, conforme estabelecida no Planejamento Estratégico”.

Fonte: Site Estadão

Com foco no direito do cidadão à informação, à participação e no dever do Estado de prestar contas de suas ações, foi criada a Associação Brasileira de Comunicação Pública - ABCPública.

Subscribe2