Dia 28 de abril tem debate on-line sobre comunicação em situações de grandes acidentes

No Dia Internacional da Segurança e Saúde no Trabalho (28), quinta-feira, às 10h, a ABCPública vai promover um debate on-line sobre a gestão de riscos em eventos de grande impacto social e o papel da comunicação pública em cenários dessa gravidade.

Para acompanhar o debate, basta acessar o canal do YouTube da ABCPública, pelo endereço www.youtube.com/abcpublica. Não é preciso se inscrever previamente.

A live vai apresentar diferentes pontos de vista sobre a comunicação nas situações de calamidade, como aconteceu nas tragédias do rompimento de barragens em Mariana (2015) e Brumadinho (2019). Os episódios em Minas Gerais são considerados os maiores acidentes de trabalho no Brasil e no mundo, quando se leva em conta ocorrências em empresas mineradoras. 

O debate ocorre no mês de abril, tradicionalmente destinado a promover ações e campanhas de comunicação pública para prevenir riscos e garantir saúde e segurança no trabalho. O Brasil registra uma morte por acidente de trabalho a cada 3 horas e 40 minutos, de acordo com o Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, em pesquisa divulgada em 2018. O país, segundo relatórios do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ocupa o 2º lugar do G-20 em mortalidade por acidentes no trabalho.

O evento, organizado pela ABCPública, será mediado pela jornalista e comunicadora pública Lilia Gomes Ferreira, coordenadora da seção Minas Gerais da ABCPública, e contará com as seguintes exposições:

  1. Desafios das autoridades públicas em acontecimentos de grande repercussão, conduzida pelo Procurador do Trabalho Geraldo Emediato de Souza, do Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais;
  2. A Comunicação nas tragédias de Mariana e Brumadinho, por Fiorenza Zandonade Carnielli, pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Comunicação Pública e Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A professora (Universidade de Caxias do Sul) é autora de tese de doutorado sobre as narrativas das empresas envolvidas nas duas tragédias e a interface com a comunicação pública.
  3. A Comunicação sob o olhar dos atingidos, que será proferida por Alexandra Andrade, que perdeu o irmão e um sobrinho em Brumadinho. Alexandra é presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos da Tragédia do Rompimento da Barragem Mina Córrego Feijão Brumadinho.
  4. Comunicação Pública em situações de emergência, por Thaíse Rodrigues Rocha, capitã do Corpo de Bombeiro de Minas Gerais e Assessora de Imprensa.

No encerramento, a presidente da Associação Brasileira de Comunicação Pública, Cláudia Lemos, apresentará a  “A visão de outras calamidades e a comunicação do Poder Público”.

Participe!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.