I Congresso Brasileiro de Comunicação Pública chega ao fim com sucesso de público e troca de experiências

A primeira edição do Congresso Brasileiro de Comunicação Pública, Cidadania e Informação chegou ao fim. Foram 7 painéis e 16 oficinas, ao longo de três dias, ministradas por professores e profissionais com ampla experiência em comunicação e realizadas de forma on-line. 

Foram mais de 1100 inscrições para o evento que, além de debater sobre comunicação, reforçou a importância da Comunicação Pública na defesa do Estado Democrático. “Eu acredito que o fato de termos reunidos em um espaço virtual profissionais, pesquisadores e estudantes de todos os estados do Brasil sinaliza a importância e a atualidade desse debate em tempos de desinformação e de riscos à democracia”, comentou a presidente da ABCPública, Cláudia Lemos. 

Um dos momentos marcantes do I Congresso Brasileiro de Comunicação foi a homenagem às professoras e nomes de referência da Comunicação Pública Elizabeth Pazito Brandão e Neuza Meller, que faleceram este ano em decorrência de complicações pela Covid-19. Foram apresentados vídeos com momentos das profissionais e depoimentos de amigos, colegas de trabalho e admiradores. 

Carta Goiás pelo fortalecimento da Comunicação Pública

No fórum de encerramento do I Congresso de Brasileiro de Comunicação Pública, Cidadania e Informação,  realizado na tarde do dia 20 de outubro, Alessandra Lessa, coordenadora da ABCPública em Goiás, apresentou para votação dos congressistas a Carta Goiás. 

O documento, consolidado por meio de relatos nos painéis e reuniões regionais, foi redigido com a colaboração dos reunidos no evento e visa reafirmar o vínculo entre a Comunicação Pública e o Estado Democrático, além de ressaltar os princípios da Comunicação Pública vinculados ao Guia de Comunicação Pública, publicado recentemente pela ABCPública. 

A Carta Goiás é assinada pelas entidades organizadoras do congresso e congressistas e foi aprovada pela maioria presente. “É um sonho ver esse manifesto ser consolidado e enxergo disso que temos muito trabalho a fazer juntos”, disse Alessandra Lessa, emocionada.

Clique aqui e acesse a íntegra do documento. 

A Carta Goiás pelo fortalecimento da Comunicação Pública anunciou ainda a consulta pública da proposta de lei geral da comunicação pública. Foi Lincoln Macário, diretor administrativo-financeiro da ABCPública, quem apresentou a proposta de lei aos congressistas. A proposta trata, entre outros assuntos, do conceito, das diretrizes e dos objetivos da comunicação pública. “Nós construímos um projeto relativamente simples. É importante não ter excesso de detalhes para não atrair excesso de resistência ao projeto, e essa construção tem que ser efetivamente coletiva”, afirmou. 

Painéis e oficinas 

Os inscritos no I Congresso de Brasileiro de Comunicação Pública tiveram a oportunidade de contato com nomes de profissionais reconhecidos na área e de debater com os especialistas sobre os mais diversos temas da Comunicação Pública, tanto nos painéis abertos ao público quanto nas oficinas individuais. Os participantes receberão da organização certificado com horas de participação.  

Nomes como Akemi Nitahara, Eugênio Bucci, Jorge Duarte, Maria Helena Weber e Tereza Cruvinel integraram a programação de palestras que trataram de pesquisas relacionadas à comunicação e radiodifusão pública; direito à comunicação; comunicação pública no ensino, na democracia, entre outros.

Rubiane Kreuz é coordenadora de Comunicação Social do TRE-PR e associada da ABCPública. A profissional comandou a oficina “A comunicação Pública na rede social TikTok” que, inclusive, teve as vagas esgotadas nos primeiros dias de inscrição e contou como foi a experiência em participar do evento que, segundo ela, foi um momento de muito aprendizado mesmo enquanto compartilhava os desafios enfrentados ao fazer comunicação pública nas redes sociais . “É muito importante fazer parte deste evento porque podemos aprender e apreender conhecimentos teóricos e práticos sobre comunicação pública e podemos ver que não estamos sozinhos e que podemos construir uma comunicação pública efetiva, um dia por vez, com a união de todos em prol do serviço público feito para o cidadão”, comentou. 

Confira abaixo a íntegra dos painéis:

18/10

Mesa: Abertura Oficial: Homenagem às professoras Elizabeth Pazito Brandão e Neuza Meller e lançamento do Manual de Comunicação Pública.

Conferência de abertura: “O papel da comunicação pública na democracia”, com Eugênio Bucci (USP).

Painel 1: “O papel das assessorias de comunicação e ouvidorias públicas na construção de um Estado transparente”, com Akemi Nitahara (EBC) e Elen Geraldes (UnB).

Painel 2: “Panorama de experiências e pesquisas relacionados à Comunicação Pública”, com Fernando Oliveira Paulino (UnB) e Maria Helena Weber (UFRGS).             

19/10

Painel 1:  “Financiamento da comunicação pública: os desafios impostos às emissoras públicas”,com Flávio Gonçalves (Rádio Educadora e TVE Bahia), Israel do Vale (ex-presidente da Rede Minas) e Renata Mielli (Barão de Itararé).

Painel 2: “Do direito à comunicação ao sistema público de radiodifusão”, com Nelia Del Bianco (UFG/UnB) e Tereza Cruvinel (primeira presidente da EBC).

20/10

Painel 1: “A comunicação pública no ensino, na pesquisa e na extensão”, com Iluska Coutinho (UFJF) e Jorge Duarte (Embrapa/ABCPública).

Painel 2: “O papel da comunicação pública contra a desinformação”, com Helena Martins (UFC/Intervozes) e Liziane Gauzina (UNB).

Fórum de Encerramento: Lançamento da minuta da Lei Geral de Comunicação Pública em consulta pública; aprovação da Carta Goiás, com conclusões do Congresso; e apresentação do Congresso 2023.

O I Congresso de Brasileiro de Comunicação Pública, Cidadania e Informação, que ocorreu de 18 a 20 de outubro, é uma parceria da ABCPública com a Universidade Federal de Goiás, Fundação RTVE e TV UFG, Instituto Federal Goiano, Instituto Federal de Goiás e Universidade de Brasília, e foi realizado em parceria com o 4º Seminário de Comunicação Pública e Cidadania da UFG. Contou com o apoio da Fenaj, Conferp, Socicom, Abrapcorp, Compolítica, Abraço Brasil, Cogecom e Andifes, entre outras entidades.

A 2ª edição do congresso está prevista para outubro de 2023, com pré-candidatura do estado de Pernambuco como sede e que será confirmada até abril de 2022. A próxima edição do evento contará ainda com a entrega de dois prêmios: Prêmio Neuza Meller de Radiodifusão Universitária e Prêmio Elizabeth Brandão de Comunicação Pública. “A organização do congresso considera que trazer esses prêmios é uma forma de homenagear os jornalistas à frente do combate à pandemia e que trabalham pela Comunicação Pública”, afirmou Dione Moura, diretora da faculdade de comunicação da UNB. 

 

Compartilhe

3 thoughts on “I Congresso Brasileiro de Comunicação Pública chega ao fim com sucesso de público e troca de experiências

    1. Boa tarde, Everaldo. Que bom que aproveitou o congresso! Os certificados de ouvintes foram enviados na última semana. Os certificados das oficinas serão enviados na próxima. Se não receber o seu, por favor escreva para contato@abcpublica.org.br para verificarmos com a secretaria.

  1. Parabéns pela excelência dos palestrantes e debatedores, pertinência e relevância dos temas e qualidade da organização do I Congresso Brasileiro de Comunicação Pública, que estimularam o interesse na temática da comunicação pública como efetiva contribuição para garantir aos cidadãos o direito de acesso às informações públicas, fundamental para o pleno exercício da cidadania.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.